WWW.ROCKGAME.COM.BR

Metal Gear Solid 4 – Review

Posted on: 22/07/2009

metal-gear-solid-4

Produtora: Kojima Productions Distribuidora: Konami

Gênero: Ação Plataforma: Playstation 3             Analista: Fabian Kurayami (Equipe HardCore Gaming)     

Editor: Gustavo Rodrigues (Equipe Rock Games)

________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________

Galera ta ai a review de um dos melhores games já feito nos ultimos tempo – na minha opinião, contando com a data que ele foi lançado -, como o Fabian mesmo disse no post do HCG, demorou mas chegou. Essa review foi feita, pois segundo o Fabian, essa talvez tenha sido a review mais pedida de todos os tempos do HCG, e eu tenho certesa de que vocês, leitores do Rock Games também queriam muito ela.Quero lembrar a vocês de que os gráficos aqui foram julgados de acordo com a data de lançamento do jogo.

Mas vamos deixar de ladainha e vamos lá começar a review. Quero lhes informar que ela é feita pelo pessoal do HCG – neste caso o Fabian -, eu somente edito e posto aqui no RG com minha opinião no final e  nota de acodo com nossos criterios.

Para ver a review clique em “Cotinue lendo…”, que você verá ela inteira, já que ela ficou muito grande fiz isso.


O Fim(?) de uma Saga

metal_gear_solid_4

Desde os primeiros minutos fica claro que Metal Gear Solid 4 é, antes de mais nada, uma grande homenagem de Kojima a sua própria obra. A música melodramática, os diálogos com referencias auto-indulgentes aos episódios anteriores… Kojima deixa claro que acha sua série o melhor biscoito do pacote. Felizmente para os fãs, isso não é ruim. Os fãs de Snake compartilham a mesma idéia de Kojima e por isso se arrepiam a cada frase de efeito do velho soldado.

Há que se destacar, entretanto, que a história de MGS4 é realmente excelente. Kojima cria uma trama que mistura as clássicas divagações da série sobre guerra, dever e existência à grandes e absurdas sequências de ação, além de humor non-sense típico dos animes. Em clima se assemelha um pouco ao clássico Evangelion, apesar de não compartilhar a mesma elegância e imenso escopo filosófico da obra de Hideaki Ano.

Os personagens são carismáticos, o jogo consegue fazer com que o jogador, especialmente os fãs do primeiro Metal Gear Solid, se importem com seus destinos. As relações humanas são bem costuradas e há espaço até mesmo para uma bela parábola entre a relação pai e filho. A exposição da busca pelo sentido da vida, tão explorada em MGS2, volta com força total no “derradeiro” episódio de Snake, mas perde força ao desfecho da história.

As cenas sejam de ação sejam de diálogos,  são muito bem dirigidas e emulam com perfeição o clima de um grande filme. Algumas sequências são verdadeiramente emocionantes e entram direto na lista de cenas memoráveis dos videogames.

É uma história verborrágica, por vezes superdimensionada, mas é contada com classe e com um elenco de personagens excepcional. Sem dúvida um roteiro acima de 99,9% dos concorrentes.

Visões de um Veterano

metal-gear-solid-4-guns-of-the-patriots-20070920004531660

Muito se falou do visual de MGS4 e a maioria do falatório é injustificado. O jogo é muito bem feito, mas os gráficos não são capazes de impressionar aqueles acostumados á atual geração.

Na melhor tradição japonesa o destaque positivo é a bela modelagem de personagens que é uma das melhores da geração. Snake, e suas rugas, foram criadas com incrível detalhamento. O ótimo character design de Yoji Shinkawa colabora para esta sensação que é finalizada com boas expressões faciais e uma incrível animação de personagens.

Os cenários, no entanto ficam abaixo do esperado. As texturas são um pouco repetitivas, a geometria é simples e alguns elementos parecem ter sido feitos nas coxas. Um dos exemplos mais assustadores de desleixo é a modelagem dos caminhões, em especial a parte inferior destes veículos onde o jogador muitas vezes entra para esconder-se. Os pneus são meio “poligonais” e as texturas parecem ter saído de jogos de Nintendo 64.

O saldo final é positivo já que nem todos os elementos dos cenários decepcionam e os personagens, o foco da aventura, são fantásticos.

Sons da Melancolia

metal-gear-solid-4-guns-of-the-patriots--20060616024417994_640w

A trilha sonora de Metal Gear Solid é tradicionalmente incrível e neste episódio não é diferente. Neste jogo ela está menos épica, abraçando o clima melancólico e finalista que permeiam a aventura.

A dublagem também é muito boa, especialmente os trabalhos de Debi Mae West (Meryl), Jennifer Hale (Naomi) e Paul Eiding (Roy Campbell). Os outros dubladores fornecem atuações sólidas. Há alguns momentos constrangedores na atuação de Christopher Randolph (Otacon) quando a história mais precisava de uma performance dramática, ele não consegue comprir muito bem este papel, mesmo assim é boa sua dublagem. Além disso a voz de David Hayter continua artificial demais para o melancólico Old Snake, especialmente quando comparamos ao incrível trabalho de Akio Ohtsuka, dublador japonês do protagonista.

Cansaço do Soldado

msg4 screenshot_194172

Metal Gear Solid é, para mim, um dos jogos mais memoráveis da história. Seu level design era simplesmente estrelar e  em 1998 estava claramente a frente do seu tempo. Em 2008 Metal Gear Solid 4 demonstra que 10 anos fazem diferença e o que já foi genial se torna óbvio. O modo como o stealth é executado não é muito diferente daquele que conhecemos no primeiro PlayStation e o octocamo é apenas uma evolução natural das camuflagens de Snake Eater. Isso não é dizer que a jogabilidade do jogo é ruim, ela é apenas levemente datada.

O jogo foca bastante na ação e ela foi melhorada. Os tiroteios estão mais agradáveis e há uma grande variedade de armas. Aí se encontra outro, porém, apesar da grande variedade de equipamentos é possível passar por todo o jogo usando uma parcela ínfima deles sem ser um grande jogador. O confronto contra os chefes é agradável, mas  nenhum deles possui um décimo da genialidade do confronto com The End (MGS3), Psycho Mantis ou Ocelot (MGS). Há certa obviedade que traz uma sensação de desafio moroso ao invés da instigação de formas criativas de vencer o inimigo.

Como pontos positivos estão os momentos de “jogabilidade alternativa” que são muito, mas muito bem executados. Normalmente jogos de ação têm trechos em veículos, de rail shooter ou coisas semelhantes e eles passam sempre a impressão de terem sido feitos de modo displicente. Não é o caso de MGS4. Pilotar o MG Rex é incrível e as sequências de rail shooter também são agradáveis. Além disso, o confronto final com Ocelot, apesar de não ser profundo ou desafiador, é bem executado e cria um desfecho dramático bem integrado com a jogabilidade.

Um grande problema na progressão de MGS4 é a extensão das cenas não interativas. Elas são frequentes e de durações absurdas criando longos trechos sem a possibilidade de interação do jogador. O que deveria ser um jogo com traços cinematográficos torna-se um filme com traços de games. Dependendo a velocidade com que você conclua o jogo, o tempo de jogabilidade pode ser, efetivamente, MENOR que o tempo que você passa assistindo! Um desequilíbrio que retira muito da empolgação com o jogo, por melhor que seja a história.  Em um jogo de 14 horas, passar 7 horas sem jogar está longe do ideal.

Conclusão

mgs-goodbyesnake

Metal Gear Solid 4 é um belo jogo e um grande presente de Kojima para os fãs da série. É auto-indulgente ao extremo e o exagero de custcenes prejudica a experiência, mas sua bela história é uma força motriz capaz de prender o “jogador”. Metal Gear Online é um bônus interessante, apesar de não trazer novas idéias, e ajuda a diminuir a sensação de “onde está meu jogo?” que o novo trabalho de Kojima cria.

A conclusão final é de que, apesar dos exageros, Metal Gear Solid 4 é mais um ótimo episódio da série, indispensável para os fãs e um dos melhores exclusivos do PS3. Resta apenas torcermos que Kojima não tire Snake da prometida aposentadoria. A série não resistiria a mais uma falsa promessa.

Mais & Menos

________________________________________________________________________________________________________________

+ Excelente história

+ Personagens carismáticos psicologicamente e visualmente

+ Ótima trilha sonora e clima finalista

– Excesso de cutscenes

[SPOILERS]Desfecho não termina a saga de Snake como o prometido[SPOILERS]

Notas

________________________________________________________________________________________________________________

Apresentação: 10,0

Gráficos: 9,0

Som: 9,5

Jogabilidade: 8,5

Diversão: 8,5 (x2)

Média: 9,0

____________________________________________________________________________________________________


opiniãodogustavo

Galera opinei por não editar muito a review escrita pelo Fabian, e por dar minha opinião total aqui, até mesmo por que eu concordo com quase tudo que ele disse, pois quase tudo são fatos que todo fã de MGS, como eu, deve notar.

Irei dar minha opinião aqui, mas quero dizer que serie longo, pois tenho muita coisa a dizer, farei quase que outra review. Vamos lá começar.

Tive a oportunidade de jogar MGS 4, ainda bem, e por isso posso dar uma opinião concreta e sinceras.

Desde quando comecei a jogar MGS 4 me apaixonei, a história do jogo é sensacional, fiquei até emocionado, é sou um grande fã. Kojima conseguiu mesmo nos dar um presente e tanto com está série, claro nada é perfeito, mas posso dizer que MGS 4 é inesquecível, qualquer pessoa que jogá-lo garanto que não irá esquecê-lo. Quero falar muito da história do jogo, do roteiro em si. O Fabian disse que “sem dúvida um roteiro acima de 99,9% dos concorrentes”, e eu tenho que concordar com isso plenamente, o roteiro de MGS é fascinante. Você se envolve no jogo, é como se tivesse vendo um filme, o que em parte é ruim já que você passa uma grande parte do jogo vendo cenas em vez de jogar.

O visual de MGS 4 foi muito questionado, como lembrou o Fabian, mas isso é totalmente sem justificativa, e injusto. O visual do jogo é belíssimo, é muito criativo, é bem detalhado, apesar de que pra quem ta acostumado aos gráficos da nova geração isso não irá surpreender muito. Pelo ano que foi lançado o jogo ele ganha de muitos que foi lançado nesta nova geração, amei mesmo o visual. Os detalhes são incríveis, se você notar bem o rosto de Snake, verá suas rugas, verá detalhes incríveis que o fez um “velho realista”, ou seja, os designers do jogo conseguiram fazer uma coisa que poucos conseguem – detalhar um personagem tão bem. O que não me agradou e também não agradou o Fabian foi a questão do cenário, achei eles muito “pobre”, isso eu posso dizer que me deixou muito indignado, já que eles poderiam ter caprichado mais nesta parte. O cenário me lembrou Counter Strike, isso mesmo me lembrou este jogo que fez o maior sucesso mas que eu mesmo não sou muito fã, se vocês pegarem uma imagem de MGS 4 em que tenha o cenário e pegar uma do CS, verá que parecem muito um com o outro, principalmente a parte dos carros.

Mas vamos lá falar de trilha sonora agora, que aqui entre nós todos os MGS tem uma trilha sonora sensacional. Com isso MGS 4 não podia deixar de ficar fora desta, sua trilha sonora é linda, eu tenho que confessar que to até querendo baixá-la rsrs, ela é bem melancólica o que a faz ideal para o jogo. Só pra vocês terem um gostinho depois irei postar aqui talvez a trilha sonora.

A dublagem, que o Fabian citou lá em cima os dubladores, está muito boa, mas como ele mesmo disse a dublagem de David Hayter, dublador de Old Snake, continua ainda artificialmente. David teria que ter caprichado mais, teria que entrar mais no personagem, acho que ele peco nesta parte. Não sei se vocês já tiveram a oportunidade de ouvir a dublagem de Akio Ohtsuka, o dublador japonês de Old Snake, ela é bem… Como posso dizer “sincera”, envolvente, do que a de David; irei arrumar um jeito e vou postar ela aqui pra vocês verem. Já a dublagem de outros personagens como Naomi, essa sim ficou muito boa, essa deixa qualquer fã de dublagem com os olhos cheios de lagrimas. Jennifer Hale, dubladora da Naomi, teria que ganhar um prêmio por sua dublagem, ela ficou muito boa, parabéns para ela.

O Fabian tocou num ponto que eu sempre pensei, a do cansaço de Old Snake, ou seja do jogo em si. Os 10 anos que passaram parece que afetou mesmo o jogo, Kojima parece que quis transmitir que enquanto os anos se passa o personagem vai ficando mais velho, e mais cansado, mas acomodado, em vez de ficar mais brilhante, mais genial. Isso pra mim até que incomodou pouco, mas muitas pessoas acham que isso é um problema e Kojima pecou ai. Não estou dizendo que ele fez um trabalho ruim, de forma alguma sou um admirador de Kojima, o considero um gênio, e posso dizer que o pensamento dele até que foi legal, acho que teria feito o mesmo, mas a jogabilidade do jogo sei lá ficou meio “estranha”.

Mas como nada também é só tristeza, o Fabian citou uma coisa que todo mundo deve ter gostado a “jogabilidade alternativa”, que são muito, e coloque muito nisso, bem executado.

Pra mim MGS 4 já entrou pra história dos games memoráveis, e para minha  lista de games inesquecíveis.

Depois desta review fiquei tão amarrado, tão mais apaixonado pelo jogo que farei um especial sobre ele, é estamos cheio dos especiais, irei postar talvez semana que vem, depois do especial sobre Warcraft.

Comentem ai galera, deixem suas opiniões sobre este maravilhoso jogo, digam o que vocês realmente acham sobre ele. Seu comentário é muito importante pra gente, isto nos motiva.

Até a próxima, abraços.

Minha Nota

____________________________________________________________________________________________________

Minha Nota Geral: 9,5

Minha avaliação pessoal: Brilhante (quase perfeito)

________________________________________________________________________________________________________________

[Via da Review HardCore Gaming]
[Edição e opinião Rock Games]
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

@RockGamesRG

Novo Rock Games visite

novorg

Arquivo MD

Novo Rock Games

novorg

%d blogueiros gostam disto: